Seja bem-vindo ao Portal LuzMG! É com muita alegria que agradecemos você pelo acesso ao nosso site!
19 de Agosto de 2019
A Cidade
História
Por volta do ano de 1780, existiam no âmbito da freguesia de Bambuí duas fazendas, denominadas "Cocais" e "Camargos", grandes latifúndios pertencentes a nobres troncos paulistas, respectivamente chamados Buenos e Camargos. Estendendo-se por campos e cerrado, não possuíam as duas fazendas divisas bem demarcadas entre si, e isso gerava descontentamento em ambas as partes, a situação agravou-se a tal ponto, havendo até mesmo perigo de morte entre os dois.

Até que a esposa de um dos fazendeiros, já apreensiva quanto ao rumo dos acontecimentos, fez uma promessa a Nossa Senhora da Luz, para que aclarasse o intelecto dos dois patriarcas, a fim de se chegar a uma decisão amigável.

Surgiu então, ajudados por um amigo, a idéia, aceita por ambas as partes, de resolver a questão e, em certa manhã, partindo cada um de sua residências, a cavalo e à mesma hora combinada, cavalgaram em direção um do outro, até que, próximo ao ribeirão do Jorge Pequeno, encontraram-se. No local do encontro colocaram o marco divisório e, em ação de graças, mandaram erigir no mesmo local, uma capela cuja padroeira era Nossa Senhora da Luz, doando, para seu patrimônio, a área compreendida entre o citado “Jorge Pequeno” e o Espigão do Serrote, denominado “Refego”. Tendo tomado conhecimento do voto da esposa de um dos contendores, foi-lhe dado como oratório Nossa Senhora da Luz e, uma vez erguida a capela e passada a escritura do patrimônio, o Vigário de Bambuí foi benzê-la, tornando-a anexa a sua Matriz.

A cerca de 2 km ao poente da capela, existia um olho d’água, abundante, logo represado por um atêrro, que abastecia o povoado que se formava em torno da capela. Daí o nome Nossa Senhora da Luz do Aterrado.

Em 02 de maio de 1856, a freguesia de Nossa Senhora da Luz do Aterrado foi desmembrada da freguesia de Bambui, e em seguida 1859, tendo sido criado o município de Santo Antônio do Monte, o distrito foi incluso no âmbito do novo município. Com a criação do município de Dores do Indaiá pela Lei Nº 2782, de 22 de Setembro de 1881, Luz passou a pertencer a este município. Distrito criado com a denominação de Nossa Senhora da Luz do Aterrado, pela Lei Provincial nº 764, de 02-05-1856. 

O ciclo de progresso tem início com a implantação do Bispado do Aterrado. 

Elevado à condição de cidade, com a denominação de 'Luz' pela Lei nº 843, de 07-09-1923. 
Em divisão territorial datada de 2007, o município é constituído de 2 distritos: Luz e Esteios.

Dados gerais

Fundação: 07 de Setembro de 1923
População: 17.492 habitantes (Ultimo Censo - IBGE 2010)
População Estimada: 18.172 (IBGE 2018)
Área Total: 1.171,7 km²
Dens. Demográfica: 14,92 hab/km²
CEP: 35595-000
DDD: 37
Municípios Limítrofes: Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Córrego Danta, Bambuí, Iguatama, Japaraíba, Lagoa da Prata, Moema, Bom Despacho e Arcos.
Principais rodovias que servem ao município: BR-262 / MG-176



 
VOCÊ É O VISITANTE N° 599487

CURTA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES